Beekipedia

A ENCICLOPÉDIA COLABORATIVA VIRTUAL SOBRE AS ABELHAS NATIVAS


APRESENTAÇÃO

As abelhas são responsáveis pela polinização de, aproximadamente, 80% das Fanerógamas (plantas com sementes), muitas delas de grande importância agrícola.

Atualmente, existem mais de 17.000 espécies de abelhas descritas no mundo (Michener,. 2007), e cerca de 1500 no Brasil (Silveira et al. 2002). Dessa forma, para entendermos a importância das abelhas e para falarmos em espécies ameaçadas, faz-se necessário darmos foco nos estudos para além da abelha africanizada (Apis mellifera), que possui grande interesse econômico e é a espécie mais conhecida no senso comum, porém a menos ameaçada de todas.

Infelizmente, o mundo ainda insiste que é a economia que deve ditar a ecologia, quando na verdade, ao contrário, a economia é que é componente da ecologia.

Por isto, ousamos em abrir este espaço com o objetivo de gerar e divulgar conhecimento sobre esses significativos grupos de abelhas que sustentam a dinâmica reprodutiva de todos os nossos ecossistemas, inclusive os agrícolas. Do total de espécies conhecidas, cerca de 80% são solitárias, 15% parasitas e apenas 5% são sociais.

A Beekipedia propõe apresentar uma coletânea de informações que seja acessível a uma parcela significativa de pessoas que desejam realmente contribuir pela conservação das abelhas. E para isto, o melhor caminho é pela educação.

Com o apoio de especialistas colaboradores em diversas áreas do conhecimento sobre as abelhas, esta enciclopédia será elaborada de forma colaborativa, exclusivamente por convidados que disponibilizarão conteúdos de suas áreas de atuação e será permanentemente atualizado à medida que novos textos, artigos e vídeos forem incorporados. O conteúdo será disponibilizado em 3 níveis: Básico para estudantes de nível médio, Médio para estudantes universitários e Avançado para estudantes de pós-graduação e profissionais.

Agradecemos opiniões e críticas (murilo@beekipedia.eco.br)

A Organização

_____________

Referências:Michener, C (2007) The bees of the world. 2nd ed . The Johns Hopkins University Press, 953pSilveira, FA; Melo, GAR; Almeida, EAB (2002) Abelhas brasileiras: sistemática e identificação. 1a ed. Fundação Araucária. Belo Horizonte. 253p.

Abelhas Sem Ferrão

Dentre as espécies sociais, as da tribo Meliponini, conhecidas como abelhas indígenas ou abelhas nativas sem ferrão, possuem mais de 500 espécies descritas no mundo com aproximadamente 190 registros para o Brasil.

Embora estas espécies tenham despertado grande interesse para criação doméstica, devido ao fato de não possuírem ferrão, elas não são animais que devem ser tratados como bichos de estimação como gatos e cachorros. Sãos espécies silvestres que requerem do criador formação adequada e maturidade para que as mesmas sejam devidamente protegidas.

Os vídeos abaixo mostram a importância dessas espécies na cultura de comunidades tradicionais e o seu potencial socioeconômico.